Arquivo | Cozinha RSS feed for this section

Vídeos de receitas, quem resiste?

10 Fev

Tenho visto alguns e fico encantada com a delicadeza da filmagem e trilha sonora.
Tento me inspirar e não sair jogando o tabuleiro pelo ares toda vez que uma receita dá errado. Esses vídeos deixam você “super cool” e o ato de cozinhar vira uma experiência maravilhosa e não somente algo para saciar seu estômago. Bem…é o que eu tento acreditar. O vídeo abaixo faz você se sentir o arauto da manhã fazendo pão de madrugada e regando as plantas sonolentas no intervalo:


Coisa linda mesmo.

Para fazer um mojito e transformar-se em um romântico de Cuba nesta sexta, recomendo:

O primeiro vídeo que vi foi desse bolo de beterraba, confesso que morri de amores, mas as beterrabas que moram na minha geladeira continuam lá esperando…quem sabe hoje eu não darei um destino digno para elas?

Bom final de semana!

Começando 2012

8 Jan

No início as promessas sempre nos animam: malhar, dieta, ser mais organizado, economizar para fazer aquela viagem, se dedicar mais aos estudos, etc. Também fiz as minhas promessas e uma delas é fazer uma dieta detox, comer mais vegetais e caminhar todos os dias. E isso é só o começo!

Obviamente começarei amanhã, segunda feira. E tentarei não desistir na terça!

Confesso que comi mais pasta no ano passado do que qualquer italiano e a cintura, meu amigo, não mente nunca! Para reverter isso, aprendi a fazer uma salada vapt-vupt.

Salada de Grão-de-Bico e Brócolis

-1 cabeça de brócolis, picada em pequenas “árvores”.

-2 latas de grão-de-bico escorridas (400g).

-2 colheres de sopa de mostarda dijon (pode ser tahini também)

-1 colher de sopa de suco de limão siciliano (eu usei limão comum, mas o siciliano é mais aromático)

-azeite a gosto

-Queijo tipo grana padano ou parmesão ralado.

Colocar o brócolis em água fervente por poucos segundos até ele ficar verde brilhante. Joguei água gelada nele logo depois para tentar manter a “crocância”. Colocar numa tigela o grão-de-bico, juntar os brócolis, jogar por cima a mostarda, o suco de limão, regar com o azeite e misturar. Por último o queijo ralado. Fica meio azedinho! Eu amo brócolis e ele é super versátil na cozinha, além de durar um bom tempinho na geladeira. Já vi no supermercado brócolis orgânico congelado.

Fiz granola também com as sobras de nozes e castanhas do Natal, rende e fica uma delícia. O bom é que você pode usar uns ingredientes luxo…e foi o que eu fiz!

Granola Luxo

-4 xíc. de aveia em flocos grandes

-1 xíc. de gérmen de trigo (se for tostada, pode colocar no final)

-1 xíc. de amêndoas (sobra do Natal, aproveita!)

-1/2 xíc. de coco ralado

-1/4 de colher de sopa de sal marinho

-1/3 xíc. de mel ou agave

-4 colheres de sopa de óleo de canola ou coco (usei de coco extra-virgem)

Pré-aqueça o forno a 180°C. Numa panelinha em fogo baixo, misture o óleo e o mel. Em uma outra tigela, coloque os ingredientes secos e jogue por cima a mistura de óleo e mel. Misture bem. Coloque numa forma anti-aderente e asse por 10 minutos. Retire a forma, mexa o conteúdo e coloque para assar novamente. A cada cinco minutos repita esse procedimento, até a granola ficar dourada (mais ou menos 25-30 minutos).

Você pode colocar também: nozes, avelãs, castanha de caju ou do pará, açúcar mascavo, pedacinhos de rapadura, cacau em pó, canela, macadâmia, linhaça, semente de girassol.

Após assar, você pode adicionar  frutas secas como passas, damasco, tâmaras. Minha mãe descobriu uma loja no Graal na estrada para Búzios que vende umas frutas glaçadas maravilhosas, eu comprei morangos e coloquei na granola, ficou perfeito! Também coloquei semente de papoula, que ganhei da minha amiga Fernanda (mais conhecida como Madame Fécula). O paninho de girassol na verdade faz parte de um conjunto de guardanapos que ela fez para me presentear, eu amei!!!

E um viva à 2012, um ano em que todos nós ficaremos bonitos, bem alimentados e com a casa organizada!!!

Rabanada crocante de forno

9 Dez

Há pouco tempo, achava rabanada a coisa mais sem graça do mundo e não entendia o motivo das pessoas delirarem com aquilo. E ainda tinha o ritual estranhíssimo de passar no ovo e fritar. Até que um dia resolvi experimentar uma que minha mãe tinha comprado no Talho Capixaba e a desgraça foi feita, passei a amar rabanadas. Quente ou gelada, não importa, eu adoro! Para fingir que somos pessoas light, compartilho uma receita de rabanada crocante de forno. Minha amiga Kaká trouxe para cá e houve uma pequena reunião frenética em torno delas, e olha que ela ainda me disse que não ficaram 100%, pois elas amoleceram de um dia pro outro. Ela me passou a seguinte receita:

– pães de rabanadas, mas preferencialmente pão “dormido” 1 ou 2 dias.
– ovos batidos (com gema e tudo)
– leite (coloquei uma colher de chá de essência de baunilha)
– açúcar e canela bem misturados
– margarina ou manteiga
Modo de preparo:
1- Passe rapidinho o pão no leite, nos ovos e no açúcar com canela. Rápido para não ficar encharcadinho do leite.
2- Coloque em uma forma untada ou com papel manteiga (que é luxo para não grudar). Por cima de cada rabanada, coloque um pedacinho de manteiga ou margarina. Vai ajudar a dourar em cima.
3- Leve ao forno super pré aquecido. E deve demorar 20 a 30 min, para o açúcar ficar douradinho. Ele vira meio bala e fica até crocante!
Indo para o forno

Como ficaram depois de esfriar, delícia!

Elas realmente não ficaram muito molhadinhas, mas ficaram macias por dentro e super crocantes por fora. Super fácil de fazer, sem fritura e bem gostoso! Virei fã!

Aprendendo a cozinhar vendo TV (ou sentada no computador).

31 Ago

Sem forno ainda e já imaginando o dia em que finalmente poderei usá-lo fazendo uma enlouquecida Festa de Babette, nas horas livres vejo um canal novo chamado Bem Simples.

Confesso que é necessário abstrair a inexperiência dos apresentadores e focar nas receitas e dicas, algumas bem valiosas. Para fazer pão, não pode jogar o sal muito perto do fermento biológico por ele ser bactericida. Pode acabar inibindo o crescimento da sua massa.

Descobri o motivo de fritar o arroz de risoto (arbóreo ou carnaroli) antes de jogar o vinho: selar o grão para que ele não fique muito mole durante o cozimento. E outra coisa me intrigava, por que diachos colocavam certas massas na geladeira antes de ir ao forno, não vai ficar tudo quente? Elementar meu caro Watson…se você quer fazer alguma receita crocante que leve manteiga, tem que ir pra geladeira antes para que ela demore mais a derreter no forno enquanto a massa cozinha. Se ela já estiver mole, a massa ficará mais úmida e menos crocante. Meu lado científico adora esse tipo de macete!

O programa “A Confeitaria” é um dos meus preferidos. Mais do que saber fazer coisas maravilhosamente calóricas, é legal conhecer como algumas coisas que parecem complicadíssimas são feitas…e às vezes nem são complicadas assim.

Tem o da chef Carla Pernambuco, só de receitas brasileiras. O programa é bem legal e aprendi a fazer uma farofinha com mandinga pra “adoçar” pessoas. Toda vez que invento alguma coisa na cozinha (a maioria das vezes só faço macarrão mesmo, tristeza), sai uma coisa saborosa. Acabei aprendendo por osmose, só de ficar olhando as coisas sendo feitas. Incrível, mas funciona!

Mesmo que você só saiba cozinhar a pizza semi pronta do supermercado, hoje em dia é muito mais fácil aprender a fazer comida. E nem precisa ter TV a cabo, existem vários sites com vídeos. Vou deixar os que gosto aqui:

Com vídeos

Panelinha: Site da Rita Lobo, que faz coisas deliciosas (e continua linda e magra, como? :D).

Stone Soup: A proposta é fazer comidas rápidas com poucos ingredientes.

Jamie Oliver: nem preciso comentar.

Vegetarianos

Longe de ser a imagem de “vegetariana-natureba-que -só-come-folha”, eu amo comer…mais até do que gostaria e que a silhueta permite.

Então por favor…crepes, massas, risotos, tortas salgadas, panquecas, pizza, couscous marroquino, pastel, saladas turbinadas e comida viva saborosa entram no hall da felicidade plena.

Quer me matar de desgosto? Me convide para uma churrascaria rodízio e diga que é cheio de salada. Vou sair de lá costurando um bonequinho de vodu em sua homenagem.

Vegê Gourmê: Blog da chef Michele Maia, já tive o prazer de ir no seu restaurante de Búzios, que infelizmente mudou de cidade e deixou saudades.

Adrienne Eats: Designer gráfica (me identifiquei), ela põe receitas saudáveis e com fotos bacanas.

101 Cookbooks: Fotos lindas…pudera! É fotógrafa e cozinheira.

Então…não tem mais desculpas para colocar a mão na massa. Eu tenho uma! Cozinha caótica ainda…na pressa vou no macarrão. Mas com massa italiana e tomate orgânico para manter a dignidade! Tá pensando o quê? 😛

Aspargos da feira perto de casa, o feirante quase me enxotou de tanto que eu chorei preço “mas é muito chororôoo”- ele quase bradava em desespero. 

O Essencial na Cozinha

5 Jul

Se existe um cômodo aonde o céu e o inferno se encontram, pode ter certeza que é na cozinha. Maravilhoso quando aquela receita dá certo e o terror com a pilha de louça suja depois. Ótimo quando as comprinhas chegam lindas do supermercado e o horror ao descobrir a salada esquecida no fundo da gaveta de legumes sofrendo uma metamorfose maligna.

Para facilitar a limpeza e a organização, é melhor ter os essenciais e esquecer os cacarecos (ok, quem resiste? mas vamos fingir que somos pessoas contidas e racionais). Estou há 7 meses morando numa cozinha minimalista, tão minimalista que nem armário tem. E não recomendo, porque é um saco ficar arrumando as coisas em cestos. E também não tenho fogão, tenho um cooktop  de uma boca, uma panela e uma frigideira. Vou contar a conclusão desse doutorado em cozinha minimalista.

1- Você só vai cozinhar massa, fritar bife, panqueca, risoto e omelete com arroz. Ok, saladas não precisam de forno!

2-Você vai comer sorvete e brigadeiro pra matar a fome de doce.

3-Você vai ter que ter muito autocontrole para não virar o Gigante Olofeu (minha mãe que fala isso) e só comer porcaria por preguiça.

Apesar desse estranho estilo de vida, de vez em quando recebemos alguns aventureiros amigos no nosso acampamento para um jantar de guerrilha.

Todo esse preâmbulo é para falar que o que foi útil para nós nesse tempo. Outros apetrechos bacanas você encontra na minha lista de chá-de-panela.

  • Facas de boa qualidade. Uma faca de pão: Não precisa comprar um kit com inúmeras facas. Eu tenho duas pequenas afiadíssimas (uma sem e outra com dentes) e uma grande a la Jamie Oliver.
  • Colher de pau. Tenho algumas, uma só pra fazer doce. Deixe no sol quando puder porque senão fica com mofinho.
  • Chaleira Elétrica: para fazer café, chá, ferver água pra jogar na louça, roupa (eu tenho mania de jogar água quente pra desinfetar, é TOC). Ferve rápido, eu usei horrores (várias vezes por dia) e ela continua ótima.
  • Máquina de lavar louça: se puder, tenha. Já vi casal pedindo divórcio por conta de louça suja. E quem mora sozinho se aperreia com a quantidade de louça pra fazer um almoço.
  • Frigideira.
  • Duas panelas, no mínimo: uma média e outra mais funda para fazer aquele macarrão que você já é especialista. Na média você faz o molho. Pronto.
  • Filtro de água: vale totalmente o investimento. Muito melhor do que comprar aquelas garrafonas pesadas que podem causar um tsunami doméstico se você estiver com fraqueza. Não curto filtro de barro, é romântico, mas o gosto não me agrada.
  • Os óbvios: geladeira com freezer, fogão. De preferência autolimpante.
  • Mixer de mão: tenho um que serve como processador e batedeira, é ótimo. Mil e uma utilidades.

O que evitar:

  • Máquina de fazer sorvete: Eu sei, é tentador, mas vai ocupar um espaço enorme no seu armário.
  • Máquina para fazer pão: A idéia é maravilhosa – pão quentinho e fresco de manhã, mas com o tempo você vai deixar isso de lado e descer pra ir na padaria da esquina.
  • Utensílios com uma função: Pipoqueira, moedor de noz moscada, fritadeira funda (bebe óleo assustadoramente), máquina de fazer arroz (a não ser que você seja um oriental tradicional), fonte de chocolate (Gigante Olofeu tem um), pilão de cerâmica. Eu já habitei o mesmo espaço que esses utensílios (tirando a fonte de chocolate) e depois da euforia inicial, todos ficaram esquecidos.
  • Utensílios muito fantasiosos: Podem ser divertidos, mas com o tempo a faca de pão com formato de baguette pode tomar um espaço desnecessário na gaveta. Os espetinhos de queijo com um queijinho na ponta também.
  • Coisas para serem usadas em ocasiões especiais: a vida é uma ocasião especial, então trate de usar essas coisas que você guarda para usar uma vez por ano. Minha avó tinha uma louça inglesa lindíssima que nunca foi usada inteira aguardando uma ocasião especial. Resultado: acabou sendo repartida entre familiares.

Sentimentos dúbios:

  • Microondas: Tem gente que tem horror, tem gente que não vive sem. Eu prefiro evitar mas já tentei cozinhar nele, o que resultou em coisas borrachudas e pálidas. Para esquentar uma comida rapidamente, é muito prático. Para esquentar brownie e petit-gateau congelado, não tem coisa melhor. Pra derreter chocolate é tudo de bom. Pipoca então, é só festa. Mas a comida esfria mais rápido que o normal e o arroz fica ressecado (ponho uma colher de água nele para evitar isso). Empadões e massas viram uma massaroca do mal. Já vi médico indiano falando que é uó, totalmente antinatural. Prefiro evitar o uso, mas tenho.

Sabedoria do dia: na cozinha, nem sempre menos é mais. Evite o “demais”. E tenha armários!

Bebida quente para alegrar o feriado

23 Jun

Friozinho bom nesse feriado de hoje. Vontade de passar o dia vendo filme em casa. Vi uma ideia ótima para levar sua bebida favorita para o sofá sem precisar equilibrar um pires. Dá para colocar um biscoitinho ou um saquinho de chá. Não parece uma bolsinha de boneca?

Fonte: Sweet Station

E para deixar com mais vontade, vou deixar uma receita de chocolate quente que já quero fazer hoje. Só não tenho o rum por aqui.

Ingredientes:
– 2 xícaras de leite
– 100 g de chocolate amargo ou meio amargo
– 1 pau de canela
– 2 colheres (chá) de mel
– 1 colher (chá) de açúcar mascavo
– 1 colher (chá) de extrato de baunilha (opcional)
– 2 colheres (sopa) de rum escuro

Modo de preparo:
Coloque o chocolate em uma panela com o leite, a canela, o mel e o açúcar. Leve ao fogo até que o chocolate derreta completamente. Se optar pelo extrato de baunilha, coloque-a depois de o chocolate derreter. Acrescente o rum aos poucos e prove para ver se não ficou forte. Retire a canela e sirva quente.

Fonte: Casa e Jardim

Beijos e bom feriado!

Noites frias e resfriados pedem sopa

2 Jun

Inverno carioca, 19 graus é considerando frio em terras praianas. Todo mundo começa a espirrar, tossir, fungar: é uma orquestra.

Graças ao meu limão com água quente todo dia de manhã, tô novinha em folha. Mas o Gui, que não é adepto das minhas teorias naturebas, ontem não conseguia nem levantar de tão ruim que ficou. Investi no combo cebola+alho que não é romântico, mas resolve! Vou deixar uma receita aqui que fez com que ele acordasse hoje tinindo. E claro: dormir, beber chá, frutinhas e limão sempre ajudam.

Sopa de Cogumelo

1 xícara (chá) de cogumelos-de-paris frescos
1/2 de cebola (usei uma grande)
1 dente de alho (coloquei logo dois)
1 colher (sopa) de manteiga
2 xícaras (chá) de água
1/2 xícara (chá) de creme de leite (de preferência fresco)
azeite de oliva (fui usando aos poucos ao refogar o cogumelo)
sal e pimenta-do-reino a gosto

Limpe os cogumelos com um pano úmido ou lavando em água corrente rapidamente, pois eles absorvem muita água.

Sobre uma tábua, corte os cogumelos em fatias finas.

Descasque e pique o alho e a cebola separados.

Aqueça uma panela em fogo alto e adicione a manteiga, assim que ela derreter, pode abaixar o fogo.

Coloque a cebola e refogue. Assim que a cebola ficar transparente, adicione o alho e refogue por mais um minuto. Adicione as fatias de cogumelo e refogue por 3 minutos, mexendo de vez em quando. Tempere com o sal e a pimenta, coloque a água e deixe cozinhar por 5 minutos.

Bata a sopa com o mixer ou deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador com cuidado para não derreter o copo ou mandar sopa pelos ares.

Depois que ela estiver batida, colocar o creme de leite e deixar cozinhando por mais um minuto. Verifique o sabor.

Pode servir com uma fatia de cogumelo pra enfeitar e azeite, hmmmm!

Receita original aqui.

Não gosto das fotos tiradas à noite não, mas “é o que tem pra hoje”.